A quem contar sobre o câncer

Fui diagnosticado: devo contar para minha família e amigos?

De vez em quando você vai acabar se deparando com o sentimento de “pena” por algumas pessoas. Isso pode te fazer pensar em tornar o câncer algo “restrito” e não querer falar sobre o assunto.

Mas saiba que você vai precisar da ajuda da sua família e amigos e, cedo ou tarde, eles vão ter que saber…

Como falar sobre o assunto, sem despertar “pena”?

O primeiro passo é você mesmo não se ver como “coitado”.
Encare o problema de frente e procure a ajuda de um profissional, busque seu ponto de equilíbrio na fé ou em algum hobby que te faça sentir bem e esquecer, mesmo que por alguns minutos, da doença.


Para quem devo contar primeiro?

Se você já é casado ou possui um companheiro, ele é quem mais vai sofrer os impactos da notícia. Esta é a primeira pessoa para quem você deve contar.

Caso contrário, pode falar com seus pais. Caso não seja possível, procure um amigo ou alguma pessoa de confiança. Escolha alguém possa de ajudar no processo e que seja de confiança.
Procure levar essa pessoa às consultas para se inteirar sobre o tumor, tratamento, efeitos colaterais e tirar dúvidas.

Fale abertamente sobre qualquer dificuldade que tenha no dia a dia e peça ajuda. Passe algum tempo juntos, só vocês.

à Mostre o quanto está disposto a lutar contra o câncer!


Onde, quando e como?

Organize uma reunião num lugar onde você esteja à vontade. Fale sobre o câncer. Aquela sua pessoa de confiança pode te ajudar, deixando claro que o sentimento não deve ser de pena.

Algumas pessoas podem ficar com raiva, chateadas com a notícia. Isso é normal. Não é nada com você e sim com o diagnóstico. Se tiverem filhos, não adianta esconder o problema, porque eles vão perceber que algo está errado e podem até se culpar pelo que está acontecendo.


Até que ponto tornar o câncer “restrito”? 

Você decide até que ponto deve tornar o câncer “restrito”.  Não adianta “esconder do mundo”, pois sintomas, como queda de cabelo, são notórios.  Você pode estabelecer limites e decidir até que ponto falar.

Ao compartilhar, esclareça familiares e amigos que você precisa do apoio deles!

http://www.kimeo.com.br/wp-content/uploads/2017/03/fui-diagnosticado.-devo-contar-para-minha-fam%C3%ADlia-e-amigos.jpg

Saiba mais

Devo tornar o diagnóstico algo “restrito” aos mais próximos?... p {padding-bottom: 2%;} Não é raro ter que conviver com o sentimento de "pena" por parte de algumas pessoas. Isso pode fazer com que nos sintamos mais introvertidos e desconfort...
Ajudando alguém que acabou de ser diagnosticado p {padding-bottom: 2%;} Uma pessoa querida, que você ama, descobriu que está com câncer. E agora? Saiba que você faz parte do tratamento e tem um papel muito importante de ap...
Como lidar com mudanças de comportamento de pessoas queridas... p {padding-bottom: 2%;} Ser diagnosticado é sempre um impacto, não apenas para você, como também para sua família e amigos. Independente do estágio da doença, o medo “toma ...
Qual é o papel da família e dos amigos? p {padding-bottom: 2%;} Por mais esperançoso e confiante que você esteja diante do tratamento, é comum que se sinta desmotivado e ainda apresente mudanças de comportamento, como...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *