pessoa querida com câncer

Uma pessoa querida está com câncer, mas moro longe dela. O que faço?

Um amigo ou parente foi diagnosticado, mas a distância te impede de estar sempre com ele. Nem sempre pode ser possível acompanhá-lo no hospital, consultas ou sessões de quimioterapia.

No início do diagnóstico, o paciente provavelmente estará cercado de atenções. Neste momento, vale a pena fazer um esforço de visitá-lo, pois é importante para ele se sentir apoiado e saber que pessoas importantes estão ao seu redor.

Mas cuidado: segundo médicos, por volta do terceiro ou quarto mês após o diagnóstico, as pessoas começam a retomar às suas vidas e afazeres, deixando de estar junto do paciente.

  • Não deixe isso acontecer, esteja sempre presente!


A tecnologia é sua aliada

Hoje em dia, com a tecnologia e meios de comunicação, podemos diminuir a distância entre nós. A internet nos possibilita interagir e entrar em contato com pessoas queridas e que, infelizmente, estão longe.

Só de ouvir sua voz ou receber uma mensagem, a pessoa vai sentir seu carinho.
A escritora Letty Cottin, autora do livro “Como ser amigo de um amigo doente”, que foi diagnosticada com câncer de mama, afirma que 20 minutos é o tempo ideal para uma visita ao paciente.

Dessa forma, evitamos acabar falando demais, fazendo perguntas indelicadas ou dizendo coisas que desanimem ou chateiem o paciente. Tire esse mesmo tempo para fazer uma ligação, uma conversa pelo WhatsApp ou redes sociais, que podem te fazer tão presente e importante como alguém que estivesse pessoalmente com ele.

Letty ainda aconselha que é melhor deixar o doente conduzir a conversa e assim falar do que ele sentir vontade, mas, para puxar um assunto, vale a pena investir no humor.

Um bate-papo descontraído, vídeos engraçados enviados pelo celular, podem ser um ótimo ponto de partida!

http://www.kimeo.com.br/wp-content/uploads/2017/03/uma-pessoa-querida-est%C3%A1-com-c%C3%A2ncer-mas-moro-longe-dela.-o-que-fa%C3%A7o.jpg

Saiba mais

Como lidar com mudanças de comportamento de pessoas queridas... p {padding-bottom: 2%;} Ser diagnosticado é sempre um impacto, não apenas para você, como também para sua família e amigos. Independente do estágio da doença, o medo “toma ...
Fui diagnosticado: devo contar para minha família e amigos? p {padding-bottom: 2%;} De vez em quando você vai acabar se deparando com o sentimento de "pena" por algumas pessoas. Isso pode te fazer pensar em tornar o câncer algo "restrito...
Devo tornar o diagnóstico algo “restrito” aos mais próximos?... p {padding-bottom: 2%;} Não é raro ter que conviver com o sentimento de "pena" por parte de algumas pessoas. Isso pode fazer com que nos sintamos mais introvertidos e desconfort...
Como falar à minha família que tenho câncer? p {padding-bottom: 2%;} Perder o chão. Perder a fala. Sentir-se perdido. Sensações e sentimentos que expressam vagamente o que se passa na cabeça (e no coração) de quem recebe a n...

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *